Social

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou a publicação de Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade. ... See MoreSee Less

Recentemente o Brasil aprovou a lei 13.438/2017 que torna obrigatória a adoção pelo Sistema Único de Saúde (SUS) de protocolo que estabeleça padrões para a avaliação de riscos para o desenvolvimento psíquico das crianças. O objetivo dessa lei, segundo a sua justificativa, é ajudar a diagnosticar crianças com autismo. Mas será que diagnosticar muito é sempre uma boa ideia? Dá uma olhada no que está acontecendo no Japão www1.folha.uol.com.br/mundo/2017/06/1895771-criancas-diagnosticadas-como-autistas-no-japao-preocu... Veja a posição do Fórum de Medicalização nesse link medicalizacao.org.br/consideracoes-sobre-os-riscos-de-medicalizacao-na-proposta-de-diagnostico-pr... #VamosFalarSobreaLei13438

View on Facebook

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou o vídeo de Ministério da Saúde. ... See MoreSee Less

O Ministério da Saúde liberou R$ 27 milhões para garantir o atendimento às crianças com a síndrome congênita pelo Zika Vírus. O recurso será usado para a compra de kits para a estimulação precoce e para avaliar, diagnosticar e acompanhar casos confirmados e em investigação. goo.gl/LJQGk9

View on Facebook

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou a publicação de Ministério da Saúde. ... See MoreSee Less

O Gilberto tem microcefalia e conta com o amor da Rosimary, sua mãe, e o apoio do SUS para acompanhar seu desenvolvimento com carinho, cuidado e possibilidades. A Rosimary ainda ajuda a orientar outras mães, como a Vera, sobre os cuidados com a criança com microcefalia, fazendo crescer essa rede de dedicação e carinho entre mães, bebês e profissionais de saúde. Conheça essa história no episódio da websérie #VivaMaisSUS : www.saude.gov.br/vivamaissus

View on Facebook

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou a foto de Deficiente Ciente. ... See MoreSee Less

Direitos das Pessoas com Deficiência Saiba mais em: www.deficienteciente.com.br/conheca-os-direitos-das-pessoas-com-deficiencia.html

View on Facebook

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou o vídeo de Ministério da Saúde. ... See MoreSee Less

Conheça a história da Vera e de seu filho, Abraão, que nasceu com microcefalia. Desde o momento do diagnóstico até o acompanhamento do desenvolvimento da criança, por meio dos cuidados e exercícios de estímulos sensoriais e cognitivos, o SUS está presente para dar todo o apoio e orientação necessários a essa família. Confira o vídeo completo e aguarde os próximos episódios. #VivaMaisSUS www.saude.gov.br/vivamaissus

View on Facebook

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou a publicação de CCBB Brasília. ... See MoreSee Less

O Assim Vivemos – Festival internacional de filmes sobre deficiência - chega a Brasília depois de passar pelo Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro. Mais uma vez, o amor aparece como um tema transversal que perpassa vários filmes, assim como as questões relacionadas à autonomia e as estratégias encontradas para contornar todo tipo de limitação. <3 Entre os filmes que compõem a programação deste ano, destaca-se a produção brasileira Luíza, que aborda as dúvidas e preocupações dos familiares de uma moça com deficiência intelectual quando ela começa a namorar um rapaz que tem igualmente esse tipo de deficiência. Confira a programação completa desta linda mostra, que fica em exibição no CCBB Brasília até dia 17 de setembro, através do nosso site culturabancodobrasil.com.br/portal/festival-assim-vivemos/ e do site www.assimvivemos.com.br/2017/. ENTRADA FRANCA, mediante retirada de senha com uma hora de antecedência de cada sessão, na bilheteria do CCBB. Venha conferir! 😉

View on Facebook

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou a publicação de Ministério da Saúde. ... See MoreSee Less

Pacientes com microcefalia decorrente de infecção pelo Zika vírus contarão com novo medicamento para o controle de convulsões. O Levetiracetam, que já é utilizado em países como Canadá e Escócia, apresentou evidências clínicas satisfatórias, como a redução no número de convulsões em usuários pediátricos com a doença e menor reação adversa. A nova aquisição estará disponível aos pacientes do SUS em até 180 dias. goo.gl/kPPHLr

View on Facebook

Rede Raras - Observatório de Doenças Raras compartilhou a publicação de Dia Mundial das Doenças Raras. ... See MoreSee Less

View on Facebook